Popload Live – O Pulp na Argentina

Pulp, uma banda de classe diferente, deu início a uma semana movimentada para o Olimpo do britpop (falamos do Blur no Chile aqui), que fez sua passagem pela América Latina na última semana e apresentou em Buenos Aires, quinta passada, a tour “This Is What We Do for an Encore” ou “Isto É o Que Fazemos como Bis” num show épico, chic, nostálgico e atual.

No começo os telões avisam “Este é o show número 539 da banda”, o segundo na Argentina depois de 11 anos no emblemático Luna Park, local do show em que Noel Gallagher disse ter feito o melhor show de sua carreira. Mesma época do último em São Paulo, no finado Via Funchal. Uma capacidade de mais ou menos 12 mil versus 6 mil, isso explica um pouco por que o grupo não passou pelo Brasil?

O setlist de Buenos Aires passeou bem pelos álbuns da banda do “His N Hers” (1992) ao “We Love Life” (2001), e trouxe músicas não apresentadas há anos, como “Joyriders” e “Bad Cover Version”. Jarvis também homenageou o falecido baixista da banda, Steve Mackey, em “Something Changed”. Mackey faleceu em março deste ano.

A performance do frontman Jarvis Cocker é dele e só dele: o glamour, as danças, o terno de veludo, os olhares supermagnéticos por trás daquelas lentes de fundo de garrafa. A reivindicação do nerd que é cool. Da escola para a rave. De um cara comum só que não, porque ele é o Jarvis.

Primeiro bis, JC anuncia que a canção inicial, a belíssima “Like a Friend”, foi trilha de um filme, que tocou no famoso “Great Expectations” (“Grandes Esperanças”, 1998, adaptação de Charles Dickens). Seguida de “Underwear”. E depois a aguardaaaaaaaaaaada “Common People”.

E vamos de segundo bis: teve música nova! Pela segunda vez ao vivo, a banda britânica tocou “Background Noise”, que até então tinha sido apresentada somente no México, no festival “Corona Capital”.

E após não um, nem dois, mas TRÊS bises, o Pulp deixou os fãs argentinos maravilhados. Acabou com “Mis-Shapes”, dedicada ao público, óbvio. Uma banda extraordinária que sabe cantar para pessoas comuns. Como você, nós daqui da Popload e o Jarvis.

– O Pulp em “Common People”:

– Os argentinos em “Common People”:

ROYAL BLOOD – horizontal miolo página
INTERPOL – inner fixed
INTERPOL – inner fixed mobile